quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Encontro-me de novo em meu leito...
Volto a lembrar-me...
Lembro-me da nostalgia,
lembro-me da chuva...
Subtilmente caía...
Mas... Arrasto-me pelo chão,
a forma de insecto, ai... A minha maldição!
Sinto uma vontade...
Mas que vontade...
Vontade de amar!
É apenas do que me consigo lembrar!
Lembro-me de ter sido humano,
lembro-me bem de amar...
Mas volto a lembrar-me quem sou...
Um insecto que outrora amou!
Penso que isso me obriga a lembrar...
E por isso lembro que é bom amar!
Mas amar....
Amar é complexo!
Não se ama sozinho,
é portanto coisa sem nexo!
Atrevo-me a dizer,
mas não a gritar,
eu amo ninguém!
Digo só para acreditar,
digo na tentativa de acalmar
tamanha vontade de amar!
No fundo... Bem...
Sei bem quem quero amar
mas... Dizem ser proibido!
Então lembro de novo o esquecido...
Algo que não existe em mim...
Parece que sim...
Sim vem a nostalgia do tempo perdido...
Ou não... Definitivamente
de nada estou arrependido!
Não foi tempo perdido,
Foi tempo bem vivido!
Volto a lembrar-me...

Um comentário:

Borboleta disse...

É bom recordar não é???
Deixo-te um grande beijinho...
E sabes que mais? AMA...vale a pena AMAR ;)